Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FAQ

  • O que é preciso para instalar um Crematório?
Para instalação de um crematório, seja para a cremação de humanos ou para a cremação de animais devem ser atendidas as legislações municipal, estadual e federal. Abaixo descrevemos os procedimentos básicos que devem ser observados para a implantação de um crematório.

1. Deve-se verificar se no seu município existe algum impedimento para a instalação de um crematório. A maioria dos municípios brasileiros não tem legislação específica para crematórios, entretanto, é prudente realizar uma consulta à prefeitura para verificar se no local onde se pretende instalar o crematório não há algum impedimento da lei de zoneamento ou alguma restrição sobre a instalação de crematórios. Por exemplo: em São Paulo a instalação de crematórios e atribuição exclusiva do Serviço Funerário Municipal, não sendo permitido à empresas particulares a exploração destes serviços, exceto por concessão da prefeitura.

2. Providenciar o Licenciamento Ambiental. Para isto é necessário definir que equipamento será utilizado, elaborar um Projeto Básico para aprovação e um Estudo de Impacto Ambiental. Este processo tem início com a solicitação da Licença Prévia. Em cada Estado o órgão que concede a licença é diferente. Deve-se verificar junto à Secretaria Estadual de Meio Ambiente os procedimentos e requisitos a serem observados.

3. Com a Licença Prévia em mãos deve-se elaborar o projeto executivo e dar entrada na solicitação da Licença de Instalação. Com a obtenção da Licença Prévia pode-se finalizar a compra do equipamento, programando sua entrega conforme o cronograma da obra.

4. Com a emissão da Licença de Instalação deve ter início a obra, que deverá respeitar todos os termos da licença. Providenciar a instalação da central de GLP para alimentação do forno e executar as instalações elétricas de acordo com as especificações do fabricante do equipamento.

5. Com a obra concluída efetua-se a instalação do Forno Crematório, de sua chaminé e interligação das utilidades (GLP e alimentação elétrica). Nesta etapa é realizado o Start-up, o treinamento dos operadores e testes preliminares de queima. Poderá ser necessária a instalação de instrumentos de monitoramento de emissão de gases, cuja exigência vem expressa na Licença de Instalação.

6. Finalizada a instalação do equipamento e concluída a obra solicitasse a Licença de Operação, que será concedida após a realização de um teste de queima, que terá o acompanhamento do órgão estadual de meio ambiente responsável pela fiscalização.


A AI Crematório & Incineradores está preparada para dar todo o suporte técnico para a implantação do Crematório, desde os estudos iniciais, elaboração de projetos de engenharia, licenciamento ambiental e acompanhamento dos testes para obtenção da Licença de Operação.


  • Como é feita a instalação do Forno Crematório?
O transporte e a colocação do equipamento no local onde este irá operar é responsabilidade do cliente, bem como a montagem e fabricação da chaminé. A AI Crematórios poderá realizar estes serviços, mediante contratação prévia. Uma vez que o equipamento esteja no local e as utilidades estejam instaladas (alimentação de combustível e de energia elétrica) deverá ser agendado o “Start-up” diretamente com a fábrica ou com a AI Crematórios.

Atenção: O “Start-up” deve ser efetuado por técnicos habilitados do fabricante ou da AI Crematórios, sob pena da perda da Garantia do equipamento. O “Start-up” consiste em efetuar a montagem final do forno, verificar as condições de instalação e realizar a cura dos refratários, processo que dura cerca de dois dias quando o forno é ligado e tem sua temperatura aumentada gradativamente, evitando danos ao material refratário das paredes, pisos e lajes das câmaras de cremação e de pós-queima.

Feita a cura dos refratários o forno é calibrado e ajustado conforme as condições locais do fornecimento de combustível, para que o equipamento possa operar de maneira segura e dentro dos limites de emissão estabelecidos pelos órgãos ambientais. Após a instalação é efetuado também uma cremação teste, para treinamento dos operadores que recebem um Certificado emitido pela fábrica.


  • Como é feita a manutenção do Forno Crematório?
A manutenção de rotina do equipamento é bastante simples é pode ser feita pelo próprio operador. Quando o equipamento é instalado é dado um treinamento aos operadores onde são abordados também os procedimentos de manutenção. A maioria das peças podem ser substituídas pelo operador de maneira rápida e simples quando estas se desgastam com a operação, como trocar uma lâmpada ou uma vela de automóvel.

A AI Crematórios possui um estoque de peças originais de fábrica, para atendimento imediato de nossos clientes, sem a necessidade de longas esperas para importação de peças. Em casos mais complexos nossa equipe de manutenção pode ser acionada 7 dias por semana e atender de forma rápida qualquer problema com seu equipamento.


  • Qual a vida útil de um forno crematório?
Depende muito da forma como o equipamento é operado. Normalmente, após cerca de 5.000 (cinco mil) cremações são necessários reparos nos refratários. Feito este reparo o equipamento poderá operar por mais um longo período. Para aumentar a vida útil de seu equipamento recomendamos que as manutenções sejam efetuadas por técnicos habilitados e que sejam utilizados peças originais do fabricante do equipamento.


Se sua dúvida não foi esclarecida ou se você tem alguma sugestão sobre outras Questões sobre Cremação que poderiam ser colocadas em nosso site, entre em contato conosco para que possamos lhe fornecer maiores informações.